Quarta-feira, 1 de Março de 2006
A propósito de narcisos...

e esta.jpg
A propósito de narcisos…


 


Realmente é muito difícil pegar num tema como este. Porque de “narcisos” além das lendas, mal conheço a flor…


Mas como a minha imaginação é um poço sem fundo…

A minha filha construiu uma casa em plena montanha. Nos e-mails que trocávamos não se cansava de cantar loas à sua montanha, à sua casa, e à paisagem deslumbrante que desfrutava todos os dias.

Há dias insistiu tanto para que fosse ver algo tão lindo que nascera na montanha que resolvi aceder ao seu convite.


Escolhi logo um dia chuvoso e gelado para subir a serra! Quando comecei a subi-la um manto envolvente de nevoeiro fez-me quase desistir da viagem, pois não tinha a mínima vontade de a fazer. Mas já estava perto da sua casa, encolhi os ombros, agarrei mais o volante do carro, aumentei a temperatura do habitáculo e prossegui, agora mais lentamente, pois a estrada molhada estava perigosa.

Depois de um abraço disse-lhe logo que não ia demorar muito tempo, pois com aquele nevoeiro, aquela chuva e aquele frio nada que pudesse existir na montanha valeria a viagem que fizera.

A minha filha sorriu, levou-me para dentro de casa, tirou-me o casacão enquanto me sentava num sofá diante da lareira.

- Vais almoçar e depois, como eu sei que o tempo vai melhorar, vais comigo ver um espectáculo magnífico – disse-me ela, enquanto se dirigia para a cozinha.

Almoçamos, e o tempo passou-se entre o matar saudades, ver os seus trabalhos e quando dei conta de mim era já noite cerrada.

Adormeci e acordei de manhã, ao som do chilrear dos pássaros e à luz do sol que entrava pelo quarto dentro.

- Papá – disse-me ela, entrando pelo quarto – hoje está um dia magnífico para ires ver a minha montanha.

Depois do pequeno-almoço e de vestir uma camisola quente, saímos e subimos até ao cume, por um caminho coberto de folhas de pinheiro. Estes rodeavam-nos com o seu cheiro característico. A paz e o silêncio do lugar começaram a encher-me o espírito.

Do alto da montanha deixei escapar uma expressão de deslumbre ao contemplar os narcisos, que em torrentes de beleza radiosa desciam para o vale. Era uma profusão de cores – do azul-turquesa, do pálido marfim, do verde mais escuro, do amarelo sol – desciam como um tapete radioso diante de nós.

Aqui e ali as tulipas, com as suas cores lindas rivalizavam nos tons coloridos com as orquídeas…

No ar pairava um leve cheiro a Primavera!...

O cheiro que levei, mais tarde, para casa, extasiado, com o coração quente e paz na alma, agradecido pela beleza que a mãe natureza me proporcionara.

Obrigado, por este dia lindo, minha filha.

José Gomes


1 de Março 2006

----------------------------


Tema de "The dear hunter"
The Shadows
3,26 '
-------------------------

 


 



publicado por zeca maneca às 19:55
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De anónimo a 6 de Março de 2006 às 00:33
Sonho ou realidade, que importa? Foi belo este momento...
E, a beleza da imagem...

beijo de boa noite ;)
</a>
(mailto:)


De anónimo a 3 de Março de 2006 às 14:13
Zeca, realmente a tua imaginação continua prodigiosa, PARABÉNS!!!

Gostei muito. E os narcisos?! Uma beleza.
Beijos da

Maria MamedeMaria Mamede
(http://http;//lusoiberica.blogspot.com)
(mailto:maria.mamede@blogs.com)


De anónimo a 2 de Março de 2006 às 17:50
muito bem agarrado..
aproposito, o deer hunter e' um dos meus!
parabens pelo blog, e, pelo post.Catharina
(http://saltwaterthoughts.blogspot.com)
(mailto:)


De anónimo a 2 de Março de 2006 às 15:50
é um texto muito bonito. ou história ou sonho... seja o que for. é muito bonito.
abraço da leonoretaleonoretta
(http://leonoretta.blogspot.com)
(mailto:eximproviso@hotmail.com)


De anónimo a 1 de Março de 2006 às 23:32
Viva! Lindissimo. Eu de Narcisos só conheço o meu Mano Reikiano Narciso, iniciado no nivel 1 comigo e com quem mantenho uma relação de Amizade especial. BeijinhosBlue C
(http://deepbluec.blogspot.com)
(mailto:bluec@sapo.pt)


De anónimo a 1 de Março de 2006 às 22:20
Lindo ...também a certa altura pensei que estava a viajar... e com esta música muito bem enquadrada, parabens.Adérito
</a>
(mailto:ademacchado@mail.telepac.pt)


De anónimo a 1 de Março de 2006 às 20:00
Ó papá... um de nós sonhou... mas foi um sonho tão lindo que se acontecer realmente te trago à minha montanha onde os montes ganham vida com o som da música ;o)
Jinhos... euzinha aqui :o)Zia
</a>
(mailto:ziapapacamayo@yahoo.com)


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS