Domingo, 4 de Setembro de 2005
NOITES DE POESIA EM VERMOIM - 3 Set 05

Alvorada1.jpg 
Álvorada - Um hino ao começo de um novo dia...


Foi a noite de retomar o rítmo das "Noites de Poesia em Vermoim" depois da breve paragem para férias durante o mês de Agosto.
No mesmo local: Salão Nobre da Junta de Freguesia.
A mesma hora : 21,30
Desta vez com muita gente nova (em idade e em presença - primeira vez!).
Desta vez tivemos a voz e a música do Zé Silva que interpretou Zeca Afonso e no fim a Maria João que com um sacrifício enorme (estava cheia de dores de garganta) acompanhou heroicamente o Zé.
Gostamos todos.
Foi uma noite diferente... com amigos novos e o prazer de voltar a ver os amigos que nos acompanham sempre.


Menos um!


O Pantanero (Zé Machado) partiu no dia 19 de Agosto para o paraíso dos poetas e dos homens que sonham com um mundo melhor, mais justo e mais fraterno.


Tivemos a presença dos irmãos e mais familiares.

A Mamede leu o poema que fez quando representou o Movimentum no funeral:


(Ao amigo Machado - "O Pantanero")


À PÁTRIA ONDE FORES TER...


À Pátria onde fores ter, vai confiante
Seguiste pela vida adiante
O caminho que leva à amizade
E a senda que te fez chegar, tão cedo
É senda ideal de paz sem medo
É caminho triunfal e de verdade…


À Pátria onde fores ter, levas bandeira
De amor repartido, de maneira
Que esse amor em ti é passaporte
E terás, vermelhos, à chegada
Os cravos da vitória mais sonhada
A liberdade plena, além da morte! …


Maria Mamede
(20/Agosto/2005)


Zé Gomes leu a sua mensagem e a de Fernando Bizarro que foi publicada no blog Fraternidades (http://lusomerlin.blogspot.com/) em 28 de Agosto 2005:


"Pantanero" partiu na tarde do dia 19 de Agosto de 2005.

Perdemos um amigo, um companheiro nas lutas do dia a dia em prol duma sociedade mais justa e mais fraterna, um entusiasta deste mundo da
Blogosfera.


Apareceu em algumas "Noites de Poesia de Vermoim" dando o seu contributo de alegria, animação e camaradagem.

"Pantanero" partiu... cabe a nós, seus amigos, fazer com que o seu espírito de luta, camaradagem e abnegação se transforme em semente germinada que dê frutos para a construção do Mundo sem barreiras e sem opressões que ele sempre sonhou.

Até sempre, Zé Machado.


(José Gomes)





 É sempre dolorosa a partida de um Amigo, principalmente quando essa partida é efectuada de uma forma irreversível – o seu desaparecimento físico. Então, nada mais nos resta senão a presença da sua memória, honrando-a, continuando a nossa Luta que era a desse alguém de quem nos vimos privados da sua presença física.

Não conhecia pessoalmente o José Machado “
Pantanero”. Creio que nunca trocámos sequer correspondência através de e-mail ou qualquer outra forma de comunicação, assim como nunca nos cruzámos em alguma conversa on-line. Sei que mutuamente os links dos nossos Blogs estavam inseridos no Pantanero e no Fraternidade.

Aqueles/as que me conhecem, pessoalmente, ou da Blogosfera, sabem que nunca expressei qualquer tipo de dogmatismo inerente à minha formação ideológica. Sempre afirmei que as pessoas valem pela sua praxis quotidiana e não pelos valores ideológicos que dizem defender. Daí considerar gratificantes as Amizades cimentadas, independentemente das opções de cada um, respeitando-nos mutuamente, unidos no essencial, relegando para segundo plano o acessório das nossas convicções.

O nosso Amigo “Pantanero” partiu para “outras bandas” , legando-nos o exemplo da sua Luta durante a sua permanência “aqui”. O Zé Machado, não era uma figura mediática, mas tão e somente, um cidadão comum preocupado com o colectivo.


Daí que considere absolutamente lamentável o silêncio de quem tinha por dever, expressar algumas palavras, honrando a memória de um Companheiro que partiu.

Mas a Luta Continua, querido Amigo “em viagem”…

Pantanero, Presente!


Até Amanhã Companheiro

 

(Fernando Bizarro)



De pé saudámos o Pantanero com uma grande salva de palmas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

A Noite de Poesia foi concorrida em pessoas (mais de meia centana) e em intervenções tanto no tema proposto como no tema livre. Até a "Poesia na Net" desta vez bateu todos os records, com 15 trabalhos seleccionados e destes foram lidos dois:

1 - Nesta minha Cidade (Manuel Pimenta - http://sabem.blogspot.com/);

2 - Os dias e as noites (Leonoreta - http://leonoretta.blogspot.com/).

 

Estes poemas serão publicados neste blog.

----------------------------------------------------------------------------------------------

Fico-me hoje por aqui.
Sei que interpretei muito mal Ary dos Santos em "In Sofrimento" que dediquei ao Pantanero.

Mais tarde, mais calmo (a comoção de ficar privado da presença física de um amigo prega partidas que nem se sonha!!!), dediquei-lhe com toda a minha força o "Soneto Presente" do Ary - desta vez, penso, estive à altura do homenageado e do autor.

 

Um abraço e até sempre.

José Gomes

 


publicado por zeca maneca às 10:10
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De anónimo a 9 de Setembro de 2005 às 14:27
Olá Zé. vamos ver se é desta. Não concordo quando dizes que assassinaste o Poema so Ary. Não é verdade. Colocaste mal a voz e ficaste sem ela depois, no entanto estiveste bem. Gostei do que li e do que vejo.

Beijos. até logo.
PS. Parabéns aos Amigos e Amigas da Poesia na net
e obrigada. Esperamos por mais.
Beijos também!
Maria Mamedemaria mamede
</a>
(mailto:dosanjos@oniduo.pt)


De anónimo a 5 de Setembro de 2005 às 08:24
e gostaram? disseste que era de uma "moura", de uma alfacinha que mora lá longe e que nao pode ir as noites de poesia? rssssssssleonoretta
</a>
(mailto:eximproviso@hotmail.com)


De anónimo a 4 de Setembro de 2005 às 22:48
Vejo que o espírito do Movimentum continua. Ainda bem:) beijoswind
(http://wind9.blogspot.com)
(mailto:sagit_126@hotmail.com)


De anónimo a 4 de Setembro de 2005 às 21:01
Olá, Zé! Mais uma vez um relato detalhado do que aconteceu no Sábado! Gostei de ler! Agora sim... Vou-me encher de peneiras com tanta importância que deram por aí! :)**M.P.
(http://sabem,blogspot.com)
(mailto:mnpta@netcabo.pt)


De anónimo a 4 de Setembro de 2005 às 18:06
Fui eu.jose gomes
</a>
(mailto:saturnogomes@netcabo.pt)


De anónimo a 4 de Setembro de 2005 às 17:25
sai de manha e so cheguei agora. desculpa o tom "caseiro" do comentario. é para dizer que assim que cheguei vim á procura daquilo que foi a noite de poesia. nao disseste quem leu o meu poema.
mais uma vez obrigado pelo relato.
abraço da leonorleonoretta
</a>
(mailto:eximproviso@hotmail.com)


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS