Quarta-feira, 21 de Junho de 2006
Ser Professor em Portugal...

 

SER PROFESSOR EM PORTUGAL

Missão Quase Impossível

 

Esta é uma profissão em que a imensa maioria dos seus agentes trabalha (em casa e de graça, entenda-se) aos sábados, domingos, feriados, madrugada adentro e muitas vezes, até nas férias!

 

Férias, sim, e sem eufemismos, que bem precisamos de pausas ao longo do ano para irmos repondo forças e coragens.

 

De resto, é o que acontece nos outros países por essa Europa fora, às vezes com muito mais dias de folga do que nós:

·        2 semanas para as vindimas em Setembro / Outubro;

·        2 semanas para a neve em Novembro;

·        3 semanas no Natal;

·        3 semanas na Páscoa;

·        1 ou 2 meses no Verão.

 

É a única profissão em que se tem falta por chegar 5 minutos atrasado (também neste caso, exigirá a senhora Ministra um pré-aviso com 5 dias de antecedência?)

 

É uma profissão que exclui devaneios do tipo “hoje preciso de sair meia hora mais cedo”, ou o corriqueiro “volto já” justificando a porta fechada em horas de expediente.

 

É uma profissão que não admite faltas de vontade e motivação ou quaisquer das 'ronhas' que grassarão, por exemplo, no ME (quem duvida?) ou na transparente AR.

 

É uma profissão de enorme desgaste.

 

Ainda há bem pouco tempo foi divulgado um estudo que nos colocava na 2ª posição, a seguir aos mineiros, mas isto, está bom de ver, não convém a ninguém lembrar.

 

E olhe que não, senhor secretário de estado, a escola da reportagem da RTP1 não é, nem de longe, caso único, circunscrito e controlado!

 

É uma profissão que há muito deixou de ser acarinhada ou considerada, humana e socialmente. Pelo contrário, todos os dias somos agredidos na nossa dignidade ou fisicamente (e as cordas vocais não são um apêndice despiciendo), enxovalhados na praça pública, atacados e desvalorizados, na nossa pessoa e no nosso trabalho, em todas as frentes, nomeadamente pelo patrão que, passe a metáfora económica tão ao gosto dos tempos que correm ao espezinhar sistematicamente os seus empregados perante o cliente, mais não faz do que inviabilizar a venda do produto.

 

É uma profissão em que se tem de estar permanentemente a 100%, que não se compadece com noites mal dormidas, indisposições várias (físicas e psíquicas) ou problemas pessoais.

 

É uma profissão em que, de 45 em 45, ou de 90 em 90 minutos, se tem de repetir o processo, exigente e desgastante, quer de chegar a horas, quer de "conquistar", várias vezes ao longo de um mesmo dia de trabalho, um novo grupo de 20 a 30 alunos (e todos ao mesmo tempo, não se confunda uma aula com uma consulta individual ou a gestão familiar de 1, 2, até 6 filhos...).

 

É uma profissão em que é preciso ter sempre a energia suficiente (às vezes sobre-humana) para, em cada turma, manter a disciplina e o interesse, gerir conflitos, cumprir programas, zelar para que haja material de trabalho, atenção, concentração, motivação e produção.

 

Batemos aos pontos as competências exigidas a qualquer dos nossos milionários bancários, dos inefáveis empresários, dos intocáveis ministros! Ao contrário deles, e como se não bastasse tudo o que nos é exigido (da discrepância salarial e demais benesses não preciso nem falar).

 

Ainda somos avaliados, não pelo nosso próprio desempenho, mas pelos sucessos e insucessos, os apetites e os caprichos dos nossos alunos e respectivas famílias, mais a conjuntura política, económica e social do nosso país!

 

Assim, é bom que a cara opinião pública" comece a perceber por que é que os professores "faltam tanto":

 

Para além do facto de, nas suas "imensas" faltas, serem contabilizadas também situações em que, de facto, estão a trabalhar:

— no acompanhamento de alunos em visitas de estudo,

— em acções, seminários, reuniões, para as quais até podem ter sido oficialmente convocados,

— para ficarem a elaborar ou corrigir testes e afins, que não é suficiente o tempo atribuído a essas tarefas,

— ou, como vem sucedendo ultimamente, a fazerem (em casa, que é o sítio que lhes oferece condições) horas e horas não contabilizadas do obrigatório trabalho de escola.

 

Para além disto, e não é pouco, há pelo menos, como acima se terá visto, toda uma lista de 10 boas e justificadas razões para que o façam.

 

Se é professor, sabe o quão verdadeiro é o texto acima registado.

 

Se não é professor, creia que é verdade e apoie quem está a lutar simultaneamente pela dignificação da Carreira Docente e por uma educação de verdadeiro sucesso.

 
 

ACARINHE OS PROFESSORES!!!

ELES PRECISAM DO SEU APOIO!!!

 

(de um .pps recebido hoje)

 


sentimento: FURIOSO!!!
música: Zeca Afonso--- "Vejam bem"

publicado por zeca maneca às 18:40
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De wind a 22 de Junho de 2006 às 15:45
Nada a comentar, está aí tudo escrito. beijos


De Amita I a 24 de Junho de 2006 às 23:12
E está tudo, Zé. Missão quase impossível mesmo.
Bjinhos e um bom fim-de-semana


De Maria Mamede a 26 de Junho de 2006 às 10:09
Olá Zeca,

Concordo contigo!!!
Ser professor em Portugal, neste momento, é realmente uma missão ciclópica e portanto, quase impossível.

Um beijo e o meu maior respeito por todos(as) os(as) Professores(as)

Maria Mamede


De soaresesilva a 26 de Junho de 2006 às 17:11
Compreendo muito bem a posição dos professores e apoio-os incondicionalmente


De Menina_marota a 1 de Julho de 2006 às 11:24
Assino por baixo!!

Infelizmente este País está a inverter cada vez mais os valores...

Os meus filhos jamais me fariam queixa de qualquer Professor! Porque já sabiam o que eu dizia!

Beijo especial à Milu... (tu sabes porquê...)


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS