Quinta-feira, 29 de Junho de 2006
Elementar, meu caro Watson!...

 


Quando é que veremos, de novo, as crianças de Timor a
rirem e a brincarem?


Mais uma vez quero agradecer a Manuel Leiria Almeida (http://tatamailau.blogspot.com/) a sua disponibilidade em me deixar "roubar" o seu artigo do dia 28 de Junho...

Também quero agradecer ao Prof. Almeida Serra (http://www.infotimor.tl/) esta foto que nos diz muito a nós os dois, pois quando foi tirada há meses, dizíamos que esta era a expressão do futuro de Timor.

Espero muito em breve, quando as núvens negras começarem a dissipar-se naquela ilha o Sol volte, de novo, a brilhar e as crianças a rir...




"Elementar, meu caro Watson!...



Nem os partidos da oposição nem o seu líder (XG) poderiam, sequer, sonhar que a FRETILIN estivesse nos comandos do "barco" aquando das eleições de 2007.

E quando o dinheiro do petróleo ia, pela primeira vez, começar a ser utilizado "em grande" para financiamento do Orçamento e dos mais diversos projectos --- a proposta do OGE de 2006-07 do actual Governo é quase o triplo do Orçamento actual, de 2005/06 ---, é evidente que eles temeram que isso significasse uma melhoria efectiva das condições de vida da população.

Ora isso poderia significar que o seu acesso ao poder e ao "bolo" do petróleo ficaria adiado pelo menos por mais cinco --- se não vinte e cinco... --- anos. Ainda por cima com os elogios dos doadores, incluindo o Banco Mundial, na última reunião...

Por isso este foi, para a "golpada", o timing certo... O objectivo não é, pois, retirar apenas Mari Alkatiri do Palácio do Governo embora ele tenha "tudo" contra ele (é um bocado "cara de pau", esteve 25 anos no exterior e... pior do piorio para muitos, é muçulmano, embora nunca ninguém o tenha visto a fazer nenhuma das cinco rezas diárias).
O verdadeiro objectivo é retirar o poder à FRETILIN. Ponto! Só quando tal estiver conseguido é que a "obra" estará completa! O facto de ela ter a maioria no actual Parlamento Nacional é apenas um “pequeno” contratempo ultrapassável (será assim tão facilmente como alguns parecem pensar?).

Todos o sabem mas parece que é mais fácil disfarçar e apresentar as coisas "às mijinhas"!...


Mas então e a Austrália e o petróleo, etc? "Peanuts"! A maior parte do que havia a decidir sobre o petróleo com o governo australiano já está decidido. A instalação da segunda fábrica de liquefação de gás em Darwin ou no Suai não me parece ser razão suficiente para a Austrália tomar a iniciativa desta alhada toda. Mas que aproveitou a boleia e que, eventualmente, estava avisada do que ia acontecer, isso é evidente. E aqui e ali até poderá ter dado alguns "palpites" para tornar "a coisa" mais eficaz...

Mas não tenhamos dúvidas: o principal "probrema" é a luta intra-Timor Leste pelo controlo do "bolo". Ora os "pequenos partidos" nunca perdoaram à FRETILIN que ela não quisesse reparti-lo sob a forma de um governo "de unidade nacional"!

É exactamente a mesma lógica a que os timorenses estão habituados no quadro das "famílias alargadas" em que a maioria vive: quem tem alguma coisa tem de repartir com o resto da família.

Um(a) antigo(a) ministro(a) de Timor Leste chegou a confessar-me que o seu ordenado mensal mal chegava ao fim do mês porque no dia em que o recebia caía lá em casa toda a casta de "primos", "primas" e "tius" a "cobrar" a sua parte do "bolo".

Uma parte do que se passa é, pois e no limite, o resultado do confronto de duas lógicas: a da modernidade e a da "tradição". Quem quis actuar pela lógica da modernidade sem grandes concessões à lógica da "tradição" deu-se mal... Até porque o "pai de todos" --- que ultimamente tem tido principalmente um comportamento de “fura bolos” --- sempre se sentiu mais à vontade na pele de "liurai" que na de Presidente democrático.

O grande problema é saber se, a verificar-se uma efectiva alteração das lógicas dominantes, a que assumir o poder tem capacidade de resolver os problemas do país, nomeadamente o do desemprego. Tenho para mim e para os meus botões que só muito dificilmente o conseguirá.

A não ser que adopte a lógica indonésia de "distribuir" empregos na função pública para "calar" as pessoas já que não consegue criar suficientes empregos “à séria”, daqueles que o Carlos Marques --- topam o quero dizer?!... J --- considerava como os únicos verdadeiramente produtivos.
É disso que a "rapaziada" que anda na rua a atirar pedras e a deitar fogo às casas está à espera e em devido tempo apresentará a factura. A alternativa é queimar mais casas e atirar mais pedras dentro de 3-4 anos, o tempo que a “panela de pressão” leva a “encher”...

A legislação do Fundo do Petróleo, ao (erradamente...) não impor limites ao uso desses recursos para financiamento de despesas correntes do Estado, deixou a porta aberta para a implementação de tal política.

'Elementar, meu caro Watson!...'

PS - o que está acima é, quanto a mim o "pano de fundo" de toda a crise. Mas, como disse, a Austrália não é completamente alheia a estas coisas... E mesmo que seja em relação à sua origem não o será em relação à sua conclusão. A "factura" a cobrar por esta poderá incluir muitas e variegadas coisas, nomeadamente a aceitação, por Timor Leste, de que a segunda fábrica de liquefação do gás seja, de facto, instalada em Darwin. E lá se vão os sonhos de Mari Alkatiri de ela servir de base a um surto significativo de desenvolvimento do país com base na indústria petrolífera e que permitisse criar um número apreciável de empregos. Exactamente os empregos que os bandos de "putos" andam a "queimar" ao atirarem pedras e queimarem casas...

posted by Manuel Leiria de Almeida @ Quarta-feira, Junho 28, 2006 "
----------------------------------------

Depois de ler e reler este artigo penso que ele aponta as mazelas em que aquele país caíu nos últimos anos...

Lembro-me de um artigo da Ângela Carrascalão, com o título "Petróleo Maldito" que rezava assim:

"(...) Abria-se um furo, o petróleo jorrava com força mas, logo de seguida, fechava-se o furo.
Havia duas versões para tal:
Uns, diziam que não havia petróleo em quantidade suficiente.
Outros, defendiam que Salazar preferia que não se propagasse a ideia de que Timor era rico, pois isso poderia ser mau para a “província”, atraindo as atenções externas e, por isso, deveria fazer-se de conta de que ele, o petróleo, não existia. Pensava-se que ele, o petróleo, poderia trazer a guerra. (...)"

Parece que a cobiça faz mexer gente demais... o "ouro negro" faz juz ao seu nome!

 



sentimento: FURIOSO!!!!!
música: TIMOR - Xutos e Pontapés

publicado por zeca maneca às 14:00
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De wind a 29 de Junho de 2006 às 16:53
Bom post!
beijos


De BUfagato a 29 de Junho de 2006 às 20:20
Pois é caro Zé...

gostei de conhecer um pouco mais desse novo país irmão, que me suscita enorme curiosidade.

Infelizmente, quem é pobre, ou não tem poder sufucuente para se proteger, nem sequer pode sair à rua com dinheiro ou bens que demonstrem a sua condição de novo rico... é quase, o que se passa com Timor, tem valores a explorar, que são cobiçados pelos vizinhos... e obriga-se a viver na dictomia...


Abraços
Luís


De Maria Mamede a 30 de Junho de 2006 às 07:59
Olá Zeca, bom dia!

Realmente Irmão, ontem como hoje, continuamos na mesma...
Dinheiro, poder (a Ambição) a moverem o mundo.
E daí é muitíssimo difícil escapar.

É caso para dizer, para além de Homens de Boa Vontade, que Deus nos acuda!!!

Maria Mamede


De Menina_marota a 1 de Julho de 2006 às 11:10
Dói -me o coração de cada vez que vejo as imagens na Tv...Gostaria tanto de ver Timor sorrir...

Bom Post, aliás como já é apanágio teu. Primas pela qualidade!

Um abraço carinhoso a todos ;)


De Menina_marota a 1 de Julho de 2006 às 11:11
Dói -me o coração de cada vez que vejo as imagens na Tv...Gostaria tanto de ver Timor sorrir...

Bom Post, aliás como já é apanágio teu. Primas pela qualidade!

Um abraço carinhoso a todos ;)


De Menina_marota a 1 de Julho de 2006 às 11:11
Dói -me o coração de cada vez que vejo as imagens na Tv...Gostaria tanto de ver Timor sorrir...

Bom Post, aliás como já é apanágio teu. Primas pela qualidade!

Um abraço carinhoso a todos ;)


De zeca maneca a 2 de Julho de 2006 às 10:13
À Wind e ao Luís - quero agradecer os vossos comentários e o apoio que têm demonstrado quando me encontram (esta é mais para o Luís, pois a Wind está em Lisboa!!!); À Mamede - é sempre um prazer a tua visita aqui (porque pessoalmente ou pelo telefone é quase diário!!!), mas Deus já não tem mais mãos a medir tal a situação deste mundo: Afegnistão, Iraque, em África, em Timor... e, ainda por cima, ter um pé a segurar Bush, não vá ele tecê-las... À Menina Marota - é sempre um prazer ler as tuas palavras (vou comprar uma baba, tantos são os elogios!!!) porque ouvir-te ou ver-te cada dia é mais difícil... Tento fazer o melhor dentro das minhas limitações e capacidades. Obrigado a todos.


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS