Domingo, 3 de Setembro de 2006
NOITE DE POESIA EM VERMOIM

 

Noite de Poesia em Vermoim
(2 Setembro 2006)

 
Com o tema “As Uvas” reiniciaram-se as Noites de Poesia de Vermoim, depois de umas curtas férias.
Foi uma noite quente e sem vento, anunciando que estávamos ainda em pleno estio. Talvez por isso tivéssemos o menor número de assistentes desde que começámos as nossas Noites de poesia: pouco mais de 20!
Foi pena, porque Ferreira da Costa levou uns belos cachos de uvas e broa de lavrador que fez a delícia dos presentes.

José Gomes abriu a sessão com os cumprimentos da praxe.

Saiu do seu lugar na mesa, enquanto Maria Mamede declamava o Cântico Negro de José Régio para depois entrar pela porta, no final da intervenção da Mamede, na pele de um bêbado, interpretando um “Cântico Tinto”, uma sátira ao poema de José Régio.

Foi uma risota geral não só pela figura grotesca que representou mas especialmente com a “bebedeira” com que leu o poema.
Tivemos interpretações , além de José Gomes e Maria Mamede, de Armindo Cardoso, Jaime Gonçalves, Ferreira da Costa, Luís Monteiro, Adérito Morais, António Castilho, Ercília Freitas e Fernanda Garcias.

Na “Poesia na Net” foram lidos poemas enviados pela Manuela Pimenta, João Diogo e Leonor Rocha.

 

José Gomes do livro “A Poesia Nos Blogs” (Encontro na Quinta da Ribeirinha – Póvoa de Santarém – Março 2006 -) leus os poemas “SE, AO MENOS”, de Jaqueline Lima, pág. 11 e “NO VERSO DA FOLHA”, de Alice Duarte, pág. 93.
Fomos acompanhados musicalmente e pela voz do José Silva.
 

A próxima Noite de Poesia em Vermoim será no dia 7 de Outubro 2006 subordinada ao tema: “De novo o Outono”.
 
Até lá fiquem com a Poesia na Net escolhida para o Blog:
 
     *Paixão de Agosto*
 
Teus olhos são negras uvas,
Teus lábios são doce mosto,
Tu prendes-me com gavinhas
De videiras em Agosto.
 
Nos teus olhos me perdi,
Na tua boca me saceio,
Os teus braços são refúgio
De meus medos e anseio.
 
Este Amor de vindimas,
De uvas negras que  teus olhos são,
Trouxe Alma à minha Alma
Coração ao coração.
 
São para ti estas palavras,
Esta simples declaração
Do Amor que por ti tenho,
ó Paixão da minha Paixão
.
 
Manuela Pimenta
 
 
 
 
Saudade...
 
A saudade amontoa-se,
E corrói um sentimento que trago em mim.
E é assim definitivamente
Que consome sem pena, nem piedade
O sentimento que nutro por ti
Com a leviandade
De uma estranha maldade
Que nasce e cresce sem ter um fim!
 
Ò alma penada
Que navegas neste mar profundo...
Que se afoga em pântanos movediços
Que trazes no teu mundo
A saudade de um amor
Que em mar alto se afunda
Na profundidade do teu ser
A salvação está condenada
A minha vida perdida sem rumo.
E já rendida sem vigor,
Me vejo abandonada a esta dor
Que carrego para sempre comigo,
Neste coração rendido e abandonado
Por alguém sem valor....
 
A saudade mata-me
A cada minuto que passa,
E nem o amor me vai salvar.
Vida estranha sem sentido
E nem ao meu mais leve pedido
Tens a mesma capacidade para amar,
Que algum dia poderei ter tido!
A saudade continua viva
Imóvel e firme no seu caminho
Ela se mover, sem se importar...
 
Leonor Rocha
 

A todos os poetas agradecemos a colaboração.

José Gomes

 


 


sentimento: Pq é k as imagens não centram?
música: "A Paixão" - Rui Veloso

publicado por zeca maneca às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De Menina_marota a 5 de Setembro de 2006 às 02:26
Mais uma vez faltei. Como deves ter sabido, andei doente e com problemas pessoais, nem vontade de ir ao Blogue tinha. E também porque não me atrevo a ir a guiar sozinha de noite, a vista por vezes atraiçoa-me...e a Amita não podia ir.
É uma viagem longa, para mim... mas tive pena. Não tenho tido inspiração nenhuma para a poesia, porque a minha cabeça anda preocupada com outras coisas, mas fiquei feliz pela alegria com que decorreu a Noite.

Parabéns aos Poetas da Noite e um abraço a todos ;)


De zeca maneca a 5 de Setembro de 2006 às 09:09
Sim, MM,
Já te temos marcado falta há já muitos meses. A ti e à Amita.
Mas gostei da tua visita, logo agora que a partir deste mês não vou dizer a ninguém que actualizo os blogues.
Se receber visitas ou comentários, yudo bem, fico feliz.
Se não receber... não há problemas, escrevo para mim e para os meus amigos imaginários, que também é agradável.
E quando terminar de vez, ninguém sentirá a minha presença.
Vai aparecendo e dizendo coisas.
Um abraço.


De M.P. a 5 de Setembro de 2006 às 23:59
Estou em FALTA, Zé! Venho como sempre agradecer a vossa simpatia aí e o destaque dado`a mais uma produção minha. Não vim há mais tempo pela raão que isto por aqui está tudo de pernas para o ar por motivo de obras acabadas ontem. Hoje felizmente as coisas já voltaram em grande parte para oas seus sítios e isto já parece mais conhecido.m abraço


De zeca maneca a 6 de Setembro de 2006 às 07:07
Então, Druida Amiga,
Espero que apareças mais vez<es. Um abraço


De Luís Monteiro (Bufagato) a 6 de Setembro de 2006 às 17:57
Poucos mas bons.
Os chamados estóicos!
Afinal, apesar do tempo tépido convidar a outras aventuras, foi uma agradável noite na companhia de todos os amigos. Claro que as uvas, puras e acabadinhas de colher, acompanhadas pela boroa de milho de lavrador… foram uma gratificante surpresa, que todos agradeceram e provaram com satisfação.

Parabéns pela magnifica interpretação do ébrio, com direito a queda no chão e tudo...lol

Quanto às fotos: Para centrar, usa o código
antes da foto e
depois da foto ou texto que pretendes centrar.

Abraço

Luís


De Luís a 6 de Setembro de 2006 às 18:04
O sapo escondeu o código, porque aceita-o como válido.
o código é este:
para centrar e depois da foto ou texto: o mesmo mas com barra antes: /center>

por extenso: abres aspa, center, fechas aspa.
para fechar o código: abres aspas, barra, center e fechas a aspa e pronto, tudo o que estiver entre estes dois códigos fica centrado.

abraço, (vamos ver se agora fica)


De zeca maneca a 6 de Setembro de 2006 às 22:48
Obrigado Luís, pela tentativa de me explicares a centralização.
Mas eu não percebi nada...
Olha, quando nos encontrarmo-nos, terás que fazer como a miuda do anúncio:
"explica-me como se fosse um miúdo de 3 anos".
Um abraço e obrigado.


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS