Domingo, 7 de Janeiro de 2007
Reportagem da Noite de Poesia de 6 de Janeiro 2007

A reportagem da noite de 6 de Janeiro 2007

 

A primeira Noites de Poesia em Vermoim de 2007 começou no ambiente de descontracção e camaradagem que já vem sendo habitual.

Uma sala cheia esperou pela participação dos poetas que se inscreveram antes de começar a sessão.

Ao contrário do que esperávamos, por o tema ser difícil e diferente do que habituáramos os participantes nestas lides ao longo destes quase 8 anos de vida, inscreveram-se dez poetas.

Mais participativo foi o Tema Livre no qual se inscreveram 18 poetas.

A Noite de Poesia começou depois dos cumprimentos de boas vindas, boas festas e bom ano por parte da Mesa e foi-se animando durante a declamação dos poemas dos vários participantes.

A nossa jovem poeta Bruna, apesar de adoentada, não quis deixar de estar presente e, embora não colaborasse nesta Noite, não deixou de estar presente com os seus aplausos entusiastas e com o seu ar feliz.

Nesta Noite tivemos a colaboração de Diogo Santos, um jovem de 11 anos, que nos declamou as “Janeiras”, um poema de sua autoria.

Saliento, entre outros, a actuação de Ferreira da Costa que nos interpretou além de outros poemas, no seu estilo bem característico, a Procissão, de João Villaret/António Lopes Ribeiro.

Os “Sons do Vento” interpretaram, entre outras, canções de Zeca Afonso e Janita Salomé e os aplausos que receberam premiaram as suas vozes magníficas.

Os “Meninos da Filarmonia” (Bárbara, Cláudia e Pedro) como, carinhosamente, os trata a Maria Mamede, brindaram-nos com as suas interpretações em instrumentos de sopro. Saliento as músicas de Natal que empolgaram todos os que os ouviram.

E surpresa das surpresas foi a entrada do Grupo das Janeiras de Vermoim que, a convite da Junta de Freguesia e em colaboração com a Filarmonia, vieram cantar-nos as Janeiras.

A “Poesia na Net “ esteve presente com poemas de João Diogo que nos enviou, com o pedido de ser apresentado nesta Noite de Poesia, esta anotação sobre o Natal:

 

NATAL

 

Sem entrar em detalhes circunstanciais ao nascimento do filho de Deus, apenas e só nos referiremos às nuances que o próprio Natal nos sugere e que nos dá o livre arbítrio de fazermos as seguintes considerações.

Sendo o Natal um ciclo carregado de muita magia, tal o simbolismo que o envolve e que dá o suporte para ser uma festividade natalina muito marcante, nos insurge a que o vivamos com a esperança de um amanhecer aureolado de muita luz, com alguma ingenuidade como se fossemos criancinhas, mantendo a ternura de um botão de rosa e a leveza de uma linda Borboleta esvoaçando livremente e teremos realmente encontrado o Natal e o que ele representa para toda a humanidade.

No entanto sendo o Natal uma maior abertura em termos rudimentares à aproximação dos seres desavindos a uma reconciliação, não é menos verdade que ele é a apologia em termos de solidariedade, a um maior estreitamento entre todos os filhos de Deus; daí que a sua serventia é por demais evidente, conquanto ele apazigua o homem, tocando em seu coração um tanto ou quanto duro, tornando-o mais dócil e mais comedido.

Contudo é ao Natal que devemos as Boas Graças de comungarmos com ele, porquanto ele nos dá a Árvore para que a possamos engalanar ao nosso gosto, assim como a possibilidade de trocarmos presentes entre os familiares e amigos, como ainda investir a nossa imaginação na construção de um presépio alusivo ao Menino Jesus, além da grande satisfação de vermos reunidos à volta da mesa, os nossos familiares, em alegre noite de consoada com a tradicional Ceia de Natal.

Em suma o Natal é isto e muito mais do que isso, seria lembrar-nos que o Natal, que é vivido em um só dia, fosse quando muito, vivido assim todos os dias… com CONFIANÇA, PAZ e AMOR.

Um Santo e Feliz Natal 2006 e um próspero Novo Ano de 2007 para todos aqueles que frequentam as Noites de Poesia em Vermoim.

 

Recife, 25 de Dezembro de 2006

João Diogo

 

Antes de terminar a Sessão, os presentes foram convidados a estarem presentes na sessão de lançamento do livro de poesia “Lume”, que terá lugar do dia 12 de Janeiro de 2007, pelas 21.30 horas, no Auditório da Junta de Freguesia de S. Mamede Infesta (Rua Silva Brinco, s/n 4465-268 S.M. Infesta). Este livro é de autoria da poetisa Maria Mamede.

 

A próxima Noite de Poesia em Vermoim será no dia 3 de Fevereiro de 2007 e tem como tema “Se não houvesse fronteiras”.

 

José Gomes

7/01/07

 

 

 

 

 

 


sentimento: Barata tonta
música: A mesm...

publicado por zeca maneca às 18:35
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De leonoreta a 7 de Janeiro de 2007 às 20:27
é só para dizer que continuo a ler estes resumos com entusiasmo.

bom ano


De Ludovicus Rex a 7 de Janeiro de 2007 às 20:45
Uma Noite em Bom, portanto.
Que a Cultura tenha sempre o seu lugar.
Um abraço


De blugaridades a 10 de Janeiro de 2007 às 22:07
Muito me agrada saber como se cultiva e acarinha o gosto pela poesia em terras do Douro. É um género literário que aprecio particularmente e que leio regularmente. Li com entusiasmo a reportagem feita e desejo-vos um ano de 2007 cheio de inspiração.
Beijinhos


De blugaridades a 10 de Janeiro de 2007 às 22:08
Muito me agrada saber como se cultiva e acarinha o gosto pela poesia em terras do Douro. É um género literário que aprecio particularmente e que leio regularmente. Li com entusiasmo a reportagem feita e desejo-vos um ano de 2007 cheio de inspiração.
Beijinhos


De blugaridades a 10 de Janeiro de 2007 às 22:09
Muito me agrada saber como se cultiva e acarinha o gosto pela poesia em terras do Douro. É um género literário que aprecio particularmente e que leio regularmente. Li com entusiasmo a reportagem feita e desejo-vos um ano de 2007 cheio de inspiração.
Beijinhos


Comentar o post

Lembrete

Uma noite com... Che

Sábado, 13 Outubro 07
21,30 horas
Anfiteatro do GDM Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118
4465 S. Mamede Infesta

sobre movimentum
A minha música
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
Links
  • A.Filoxera
  • AiShiteNight
  • A Serra - Tatamailau
  • – Amita BrePrt
  • Amorizade - Jacky
  • Ana
  • Andorinha Negra
  • Carlos Beeez
  • C. Valente - Fotos
  • Chuviscos
  • Ex-Improviso - Leonor
  • Fátima P. (Ilhas...)
  • Fernando Peixoto
  • José Faria
  • Júlia Coutinho
  • Junta Freguesia Vermoim
  • LMatta
  • Lena d'Água
  • Leonor Costa (Nokinhas)
  • Lique – Mulher30a60
  • Lique - Novo
  • Lumife – Alvito
  • Lumife – Beja
  • Lumife – Saber…
  • MMarota MG
  • Menina Marota
  • Maria
  • Margarida - Saltap.
  • Maria Mamede (De Amor e de Terra)
  • Maria Mamede (Se não houvesse fronteiras)
  • Maria Mamede (Xangrilah)
  • Momentos e… Com. Ludovicus Rex
  • Movimentum 2
  • O Outro Lado da Lua
  • Pantanero (Machado)
  • Paula Raposo – páginas
  • Paula Raposo – Romãs
  • Pimentinha
  • Pimentinha Fotog.
  • Poesia Portuguesa - MMarota
  • Praia da Claridade
  • Repensando – Seila
  • Samuel
  • Sandra Daniela
  • Sophiamar (Isabel)
  • TMara
  • TMara2
  • Tatamailau – A. Serra
  • Turismo da Maia
  • Wind
  • Wind – Imagens
  • Zeca Telhado (Nau Catrineta)
  • Zia (fotografia)
  • Zia (página)
  • Zia (“AiShiteNight” em inglês)
    pesquise neste blog
     
    Outubro 2007
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5
    6

    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13

    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20

    21
    22
    23
    24
    25
    26
    27

    28
    29
    30
    31


    RSS