Sexta-feira, 9 de Março de 2007
Um abraço, professor...





Poema do alegre desespero

 
Compreende-se que lá para o ano três mil e tal
ninguém se lembre de certo Fernão barbudo
que plantava couves em Oliveira do Hospital,
 
ou da minha virtuosa tia-avó Maria das Dores
que tirou um retrato toda vestida de veludo
sentada num canapé junto de um vaso com flores.
 
Compreende-se.
 

E até mesmo que já ninguém se lembre que houve três impérios no Egipto

(o Alto Império, o Médio Império e o Baixo Império)

com muitos faraós, todos a caminharem de lado e a fazerem tudo de perfil,

e o Estrabão, o Artaxerpes, e o Xenofonte, e o Heraclito,

e o desfiladeiro das Termópilas, e a mulher do Péricles, e a retirada dos dez mil,

e os reis de barbas encaracoladas que eram senhores de muitas terras,

que conquistavam o Lácio e perdiam o Épiro,
e conquistavam o Épiro e perdiam o Lácio,
 
e passavam a vida inteira a fazer guerras,
e quando batiam com o pé no chão faziam tremer todo o palácio,
e o resto tudo por aí fora,
e a Guerra dos Cem Anos,
e a Invencível Armada,
e as campanhas de Napoleão,
e a bomba de hidrogénio,
e os poemas de António Gedeão.
 
Compreende-se.
 
Mais império menos império,
mais faraó menos faraó,
será tudo um vastíssimo cemitério,
cacos, cinzas e pó.
 
Compreende-se.
Lá para o ano três mil e tal.
 
E o nosso sofrimento para que serviu afinal?
 
 
António Gedeão


 
 

sentimento: perdido no meio da macacada!
música: "Poema da Malta das Naus" - Manuel Freire / A. Gedeão
tags:

publicado por zeca maneca às 22:43
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De wind a 9 de Março de 2007 às 23:57
Excelente poema!:)
beijos


De Ludovicus Rex a 10 de Março de 2007 às 00:01
Boas escolhas Meu Amigo.
Um abraço e Bom Fim de Semana


De Ludovicus Rex a 10 de Março de 2007 às 00:01
Boas escolhas Meu Amigo.
Um abraço e Bom Fim de Semana


De Vasco Ribeiro a 3 de Abril de 2007 às 12:43
Por algum acaso tem em suporte musical a música "poema da ,malta das naus" do Manuel Freire?
è que tenho os acordes mas desconheço a melodia.
resposta, se possível para bribeiro@oniduo.pt
muito obrigado
Vasco Ribeiro


Comentar o post

sobre movimentum
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
pesquise neste blog
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


RSS