Quarta-feira, 18 de Abril de 2007
25 de Abril, sempre! - 2


25 Abril

(33 anos depois...)

 


A elaboração deste vídeo é a homenagem que dedico não só a esta data histórica mas também a todos aqueles que, arriscando as suas vidas e as das suas famílias, contribuíram para o nascer de uma Nação onde houvesse Liberdade, Democracia, Igualdade, Trabalho, Educação, Saúde e Habitação…

 

 

Durante alguns dias vou recordar — embora que superficialmente — aqueles anos antes do 25 de Abril de 1974... e qual melhor guia poderia encontrar? O poeta Ary dos Santos:

 

Era uma vez um país

Onde entre o mar e a guerra

Vivia o mais infeliz

Dos povos à beira-terra.

(…)

 

Portugal viveu durante 48 anos debaixo de uma ditadura feroz imposta pelo regime que o governava com mão de ferro.

Os donos e os senhores deste País foram o grande capital e os grandes latifundiários, que oprimiram e exploraram o povo, na sua maioria inculto e a quem foi incutido sentimentos de subserviência, de medo e de fatalismo.

 

Onde entre vinhas sobredos
Vales socalcos searas
Serras atalhos veredas
Lezírias e praias claras
Um povo se debruçava
Como um vime de tristeza
Sobre um rio onde mirava
A sua própria pobreza.

(…)



(continua)



sentimento: bem?!!!
música: Ver o vídeo

publicado por zeca maneca às 10:13
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De wind a 18 de Abril de 2007 às 15:08
Vou lendo.
beijos


De Ludovicus Rex a 18 de Abril de 2007 às 19:21
Brilhante trabalho, para que permaneça na memória do Povo, Sempre!
Viva Abril, Viva a Liberdade!


Comentar o post

sobre movimentum
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
pesquise neste blog
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


RSS