Segunda-feira, 30 de Abril de 2007
1º de MAIO - o dia do Trabalhador




Dentro de pouco mais de uma hora é o dia 1º de Maio, o dia do Trabalhador. Penso que a história deste dia é já parte da nossa memória e cabe a nós honrar os Homens e as Mulheres que o tornaram possível. E honrá-los como? Fazendo deste dia uma jornada de Luta, de Fraternidade e Alegria.

Deixo-vos com um poema de um amigo que sempre soube estar na primeira linha deste combate: FERNANDO PEIXOTO.

 
 
1º. MAIO
 
Há Maio em cada rosto
em cada olhar
que passa pelo asfalto da Avenida
Há Maio em cada braço
que se ergue
há Maio em cada corpo em cada vida
 
Há Maio em cada voz
que se levanta
há Maio em cada punho que se estende
há Maio em cada passo
que se anda
há Maio em cada cravo que se vende
 
Há Maio em cada verso
que se canta
há Maio em cada uma das canções
há Maio que se sente
e contagia
no sorriso feliz das multidões
 
Há Maio nas bandeiras
que flutuam
e mancham de vermelho
o céu de anil
Há Maio de certeza
em cada peito
que sabe respirar o ar de Abril
 
Mas há Maio sobretudo
no poema
que se escreve sem ler o dicionário
porque Maio há-de ser
mais do que um grito
porque Maio é ainda necessário
 
Canto Maio e se canto
logo existo
que o meu canto de Maio é solidário
com o canto que escuto
e em que medito
e que sai da boca do operário
 
(Fernando Peixoto)
 
Um abraço, Fernando, e obrigado pelo teu poema.
Amanhã por lá estarei a recordar como foi belo aquele primeiro 1º de Maio em que uma onda maciça de pessoas inundou a Praça General Humberto Delgado, a Avenida dos Aliados e a Praça da Liberdade, no Porto. E gritamos bem alto LIBERDADE, VIVA O PRIMEIRO DE MAIO, FASCISMO NUNCA MAIS, 25 de ABRIL, SEMPRE...
Façamos deste Maio um grito de Liberdade!

José Gomes

sentimento: Façamos de Maio a nossa lança
música: "Somos Livres" - Ermelinda Duarte
tags:

publicado por zeca maneca às 23:20
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De lena a 1 de Maio de 2007 às 15:15
José Gomes

aqui senti o grito, o grito do poeta, o grito do professor, o grito do mestre

Fernando Peixoto, não se comenta

é para ler, sentir, saborear cada verso e guardar na alma a emoção que nos transmite

como o mestre "canto maio e se canto logo existo"


uma partilha linda, sentida, uma partilha de solidariedade
num dia que a liberdade à 33 anos atrás se tornou mais sólida

aqui longe grito consigo José Gomes, que a minha voz se misture nas outras vozes que se juntam na Praça General Humberto Delgado, a Avenida dos Aliados e a Praça da Liberdade, aí no Porto:

"LIBERDADE, VIVA O PRIMEIRO DE MAIO, FASCISMO NUNCA MAIS, 25 de ABRIL, SEMPRE !"


um abraço meu e um ramo de cravos

lena


De zeca maneca a 4 de Maio de 2007 às 08:51
Gostei muito deste teu comentário, Lena.
Sentido e com as palavras justas!
Obrigado,
JG


Comentar o post

sobre movimentum
movimentuns recentes

Encerramento deste blog!

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

"UMA NOITE COM... CHE GUE...

Para que a história os nã...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Notícias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Noticias Científicas da N...

Sonho de uma Noite de Ver...

Noites de Poesia em Vermo...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

Estranhos no Paraiso

António Feijó

O nascimento de um Panda

Limpar o Almorode - a rep...

Limpar o Almorode - Divul...

Noites de Poesia em Vermo...

Vamos lembrar estas inici...

AVISO

Noites de Poesia em Vermo...

Auschwitz

Dançando com... as luzes!

Maio de 1968

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

1º de MAIO - o dia do Tra...

Noites de Poesia em Vermo...

25 de Abril, sempre! - 3

25 de Abril, sempre! - 2

25 de Abril, sempre! - 1

Parabéns, Noites de Poesi...

Noites de Poesia em Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

"DezSete" - Lançamento na...

Convite para DezSete

A reportagem de "Lume" em...

"Lume" de M. Mamede, apre...

Um abraço, professor...

Noites de Poesia de Vermo...

Noites de Poesia em Vermo...

Zeca Afonso - o Homem que...

ZECA AFONSO - Crónica de ...

Zeca Afonso - o Homem que...

NÓS E O AMBIENTE...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

NOITE DE POESIA DE VERMOI...

NOITES DE POESIA EM VERMO...

João de Deus

movimentuns arquivados
pesquise neste blog
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


RSS