De sophiamar a 20 de Setembro de 2007 às 23:35
Quando leio os teus posts fico arrepiada. Remonto a períodos da minha juventude em que lutava pelos ideais de liberdade e igualdade num tempo em que a polícia política estava atenta a todas as nossas palavras e atitudes e levava sem dó nem piedade aqueles cujo pecado era falar de uma sociedade mais justa e igualitária.
Hoje, comovo-me até ás lágrimas quando leio sobre aqueles cuja vida foi ceifada porque outros assim o decidiram. E só porque queriam Paz, Pão e Liberdade.
Nada disto pode voltar a acontecer. Unamos as nossas vozes e gritemos bem alto. Viva a Liberdade.
Gostava de poder estar presente nesta sessão de homenage,m a Che. Não é possível. Bem hajas pela excelente iniciativa.
Beijinhos


De zeca maneca a 21 de Setembro de 2007 às 12:11
Obrigado, Isabel, pelo comentário.
Porque sei e vivi o que se passou antes do 25 de Abril, tento, dentro das minhas possibilidades, relembrar esses tempos e aqueles que tudo deram para que este país fosse mais livre e todos podessem ter direito ao emprego, à saúde, à educação, a uma habitação digna...
Sei que não atingimos esses mesmos objectivos e que começamos a andar para trás, mas compete-nos denunciar e lutar por um mundo novo, um mundo melhor para todos.

Mesmo não estando presente no tributo ao Che poderás divulgar este evento.

uM abraço,
José Gomes


De sophiamar a 23 de Setembro de 2007 às 08:48
Olá, Zé! Bom dia!

Agradeço as tuas palavras. Ambos comungamos os mesmos ideais e , pelo que tenho lido no teu blog, sei que não irás desarmar facilmente. Tal como eu. Irei divulgar o evento no meu blogue. Espero que a sala encha porque assim o merece quem homenageia e quem é homenageado.
Beijinhos

Bom Domingo!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres